Reversão de Vasectomia

O que é a Reversão de Vasectomia?

É a recanalização cirúrgica dos vasos deferentes. Utilizando fios cirúrgicos mais finos que fios de cabelo e de difícil visibilidade a olho nu, a técnica exige alto nível de conhecimento e habilidade por parte do cirurgião para que tenha êxito.

Cerca de 6% dos homens que se submetem à vasectomia decidem recuperar seu potencial fértil. Isso pode acontecer quando esses homens se divorciam e depois de um tempo entram em um novo relacionamento no qual a nova parceira deseja ter filhos da relação. Desta forma, estes homens procuram um urologista para reverter a vasectomia, procedimento que existe desde 1919, mas apenas em 1977, com a introdução da técnica microcirúrgica, mostrou ser realmente eficaz.

 A Técnica Cirúrgica

O paciente deve ser operado em centro cirúrgico, sob anestesia geral. O procedimento cirúrgico costuma demorar de 4 a 5 horas, sempre com o uso do microscópio cirúrgico. São realizados dois pequenos cortes no mesmo local onde se realizou a vasectomia, um em cada lado da bolsa testicular. Os canais deferentes são identificados, isolados e a área obstruída é ressecada. Prossegue-se então com a anastomose (reconexão) dos cotos (extremidades) dos vasos deferenciais, utilizando para isto um fio cirúrgico especial, sempre sob visualização por microscópio. Após a anastomose dos vasos, a cirurgia é finalizada com o fechamento da ferida operatória.

Durante a cirurgia, examina-se a presença de espermatozoides no vaso deferente: se positiva, a taxa de espermatozoides no ejaculado após a reversão chega a mais de 90%. Nos casos de reversão com apenas 5 anos de vasectomia, as taxas de gravidez chegam próximo de 80%, reduzindo progressivamente para cerca de 30-35% nos casos de mais de 15 anos (Tabela 1). Atualmente tem-se realizado a reversão de vasectomia com sucesso em pacientes com mais de 20 anos de vasectomia, com boa recuperação do potencial masculino para gravidez natural.

 Quanto maior o tempo de vasectomia menores são as taxas de gravidez?

Em indivíduos com até 10 anos de vasectomia, a taxa de gravidez é próxima de 70-80%; após 15 anos, a taxa se reduz para 30 – 35%. Esta taxa de sucesso após 15 anos de vasectomia é ainda comparável com as taxas de sucesso de casais submetidos ao tratamento de fertilização in vitro com espermatozoides extraídos do epidídimo (MESA). Importante lembrar que a esposa sempre deve ser avaliada por um médico quando o homem está disposto a realizar a técnica de reversão de vasectomia, já que o casal só conseguirá a gravidez caso a parceira também tenha o potencial de fertilidade natural preservado.

O que é a Reversão de Vasectomia?

É a recanalização cirúrgica dos vasos deferentes. Utilizando fios cirúrgicos mais finos que fios de cabelo e de difícil visibilidade a olho nu, a técnica exige alto nível de conhecimento e habilidade por parte do cirurgião para que tenha êxito.

Cerca de 6% dos homens que se submetem à vasectomia decidem recuperar seu potencial fértil. Isso pode acontecer quando esses homens se divorciam e depois de um tempo entram em um novo relacionamento no qual a nova parceira deseja ter filhos da relação. Desta forma, estes homens procuram um urologista para reverter a vasectomia, procedimento que existe desde 1919, mas apenas em 1977, com a introdução da técnica microcirúrgica, mostrou ser realmente eficaz.

 A Técnica Cirúrgica

O paciente deve ser operado em centro cirúrgico, sob anestesia geral. O procedimento cirúrgico costuma demorar de 4 a 5 horas, sempre com o uso do microscópio cirúrgico. São realizados dois pequenos cortes no mesmo local onde se realizou a vasectomia, um em cada lado da bolsa testicular. Os canais deferentes são identificados, isolados e a área obstruída é ressecada. Prossegue-se então com a anastomose (reconexão) dos cotos (extremidades) dos vasos deferenciais, utilizando para isto um fio cirúrgico especial, sempre sob visualização por microscópio. Após a anastomose dos vasos, a cirurgia é finalizada com o fechamento da ferida operatória.

Durante a cirurgia, examina-se a presença de espermatozoides no vaso deferente: se positiva, a taxa de espermatozoides no ejaculado após a reversão chega a mais de 90%. Nos casos de reversão com apenas 5 anos de vasectomia, as taxas de gravidez chegam próximo de 80%, reduzindo progressivamente para cerca de 30-35% nos casos de mais de 15 anos (Tabela 1). Atualmente tem-se realizado a reversão de vasectomia com sucesso em pacientes com mais de 20 anos de vasectomia, com boa recuperação do potencial masculino para gravidez natural.

 Quanto maior o tempo de vasectomia menores são as taxas de gravidez?

Em indivíduos com até 10 anos de vasectomia, a taxa de gravidez é próxima de 70-80%; após 15 anos, a taxa se reduz para 30 – 35%. Esta taxa de sucesso após 15 anos de vasectomia é ainda comparável com as taxas de sucesso de casais submetidos ao tratamento de fertilização in vitro com espermatozoides extraídos do epidídimo (MESA). Importante lembrar que a esposa sempre deve ser avaliada por um médico quando o homem está disposto a realizar a técnica de reversão de vasectomia, já que o casal só conseguirá a gravidez caso a parceira também tenha o potencial de fertilidade natural preservado.

Agende sua consulta agora mesmo

Categorias
Sobre

Contamos com uma equipe multidisciplinar altamente qualificada, que vai da enfermagem especializada em reprodução humana até a fisioterapia para dor pélvica crônica.


Contato

Rua Joaquim Floriano, 466 14º andar - Cj 1409
Itaim Bibi | São Paulo - SP

11 3071.4767

babycenter.med.br

WhatsApp chat